Paris para os íntimos!


Infos Gerais

14/06/2010 00:52

Paris é a capital e a mais populosa cidade da França, bem como a capital da região administrativa de Île-de-France.  Abrigando numerosos monumentos, por seu considerável papel político e econômico, Paris é também uma cidade importante na história do mundo. Símbolo da cultura francesa, a cidade atrai quase trinta milhões de visitantes por ano, ocupando também um lugar preponderante no mundo da moda e do luxo.

Em 2006, a população intra-muros  de Paris era de 2 181 371 habitantes.   Porém,  a área metropolitana de Paris  se desenvolveu largamente fora dos limites da comuna original, as chamadas Banlieues. A Grande Paris é, com seus 11 769 433 habitantes, uma das maiores aglomerações urbanas da Europa e da União Europeia.  O nome Banlieue não tem caráter social discriminativo. Neuilly-sur-Seine, uma das regiões mais ricas da França, onde o presidente Sarkozy cresceu é tão banlieue como La Courneuve, uma das regiões mais sensíveis de l'Île-de-France. Em geral, as regiões norte e leste de Paris intra-muros e da sua banlieue são mais pobres e mais violentas (mas a violência ainda é muito menor que nas grandes cidades do Brasil).

Paris é uma das principais destinações turísticas do mundo, e realmente faz juz à sua reputação, é uma cidade incrível. O parisiense é um povo esquisito e um dos mais chatos do mundo, e realmente faz juz à sua reputação! Conhecer um pouco os hábitos deles pode evitar algumas situações desagradáveis desnecessárias.

Para tentar contato com os parisienses as palavras mágicas "Bonjour", "s`il vous plaît" e "merci" são fundamentais. Não tente contato sem utilizá-las! Seja decidido. Resolva o que vai perguntar antes do contato.  E não passe meia hora lendo o cardápio com o garçom esperando, aliás, ele não vai ficar esperando, vai desaparecer e voltar mau humorado depois. Eles também não gostam de mudanças, então decida antes de pedir pois eles odeiam ter que mudar o pedido depois!

Nem adianta pedir para usar o banheiro se você não estiver consumindo no estabelecimento. Existem banheiros públicos gratuitos espalhados pela cidade, são os "point WC".

O comércio funciona, de uma forma geral, de segunda a sábado das 9h às 19h. Alguns estabelecimentos fecham 2h para almoço. Alguns fecham na segunda-feira o dia todo e outros na quarta-feira à tarde. No domingo o comércio só funciona na Champs-Elysées e no Marais (inclusive supermercados). As farmácias têm um sistema de rodízio e tem sempre uma aberta por bairro. O endereço da farmácia mais próxima aberta fica colado na portadas farmácias. Existem umas lojinhas, geralmente de árabes, que abrem até mais tarde e nos domingos e podem quebrar um galho, mas você vai pagar bem mais caro pelos produtos, verifique sempre o preço antes de comprar.

Os parisienses almoçam entre 12h e 13h30 e jantam entre 20h e 22h. A maioria dos restaurantes não vai servir refeição fora desses horários. Os que servem têm escrito "service continu" na entrada. Muitos restaurantes fecham a cozinha às 22h, então é bom se informar bem se pretende jantar depois das 22h.  A taxa de serviço já está incluída nas contas (15%). Nos cardápios se estiver escrito "service compris" significa que o preço já inclui o serviço. De qualquer forma, se o serviço for muito bom, você pode dar uma gorjeta, ou "pourboire",  em torno de 5% da conta. O preço para comer "sur place", ou seja, sentado, geralmente é maior do que "à emporter" ou para viagem.

Na França existe o horário de verão, que entra em vigor de  março a outubro. O horário é adiantado de 1h neste período, então a diferença horária em relação ao Brasil também aumenta 1h.

Paris é dividida em 20 "arrondissements" (ou bairros), que são divisões admnistrativas da cidade. São chamados por números, de 1 a 20, e se distribuem em espiral a partir do centro da cidade. O código postal é determinado pelo arrondissement, assim, um endereço do 3o arrondissement será 75003, do 16o arrondissement será 75016. Cada arrondissement é dividido em 4 quartiers (daí o famoso quartier latin do 5o arrondissement).

Ao redor de Paris, e limitando geograficamente a cidade, existe o Boulevard Périphérique, uma avenida larga com circulação nos dois sentidos. É pelo Périphérique que se entra e sai de Paris. O trânsito geralmente é complicado nos horários de maior circulação. Ao redor do Périphérique estão as Banlieues.

Cortando Paris existe o famoso rio Sena. A parte ao sul do rio é a famosa Rive Gauche, antigamente frequentada por artistas, filósofos e onde se encontra o Quartier Latin, que recebe esse nome porque o latim era uma língua falada pelos universitários na época.

Segurança: Paris é uma cidade tranquila e segura. Deve-se ter atenção com seus pertences em lugares tumultuados.  Na Paris intra-muros você pode caminhar tranquilo pela cidade, mesmo à noite. Nos metrôs, é bom ter atenção quando for tarde da noite se a estação estiver deserta. A região norte de cidade, em torno da Gare du Nord, arrondissements 9,10, 18 e 19, é a região mais sensível e é recomendado ter bastante atenção, principalmente à noite.

Alguns números telefônicos importantes:              

Bombeiros 18
Polícia 17
Samu (acidentes) 15
SOS médecin (médico a domicílio) 01 47 07 77 77
SOS dentaire (dentista) 01 43 37 51 00

 

O Hospital Americano de Paris tem atendimento 24/24h bilingue, francês e inglês.  É um hospital muito bom. Endereço: 63, Bd Victor Hugo, 92200, Neuilly-sur-Seine. Telefone: 01 46 41 25 25.

 

Formalidades de entrada: Nenhuma vacina é exigida para entrar na França. Brasileiros não precisam de visto caso permaneçam até no máximo três meses em território Francês ou dos países da União Européia signatários da Convenção de Schengen. No entanto, todos os estrangeiros que desejarem ingressar na França, devem obrigatoriamente estar munidos de um seguro-saúde e de repatriamento no valor mínimo de 30.000 euros e que cubra todo o território "Schengen" e de um passaporte válido por até 6 meses a partir da data do embarque.  É aconselhável  estar de posse de uma reserva de hotel ou um atestado de acolhimento; comprovante (s) dos meios de subsistência na França (dinheiro em espécie, cheques de viagem, cheques certificados, cartão de crédito internacional válido,…); e, garantias de repatriamento para as despesas com retorno ao pais de residência habitual (título de transporte aéreo, atestado bancario).

 Ao estar no território francês, tenha sempre consigo cópias dos seus documentos. Eles poderão ser checados pela polícia nas ruas ou requisitados quando você estiver ao volante. Se necessário, os policiais lhe acompanharão até o local onde você guarda os documentos originais.

A carteira de estudante internacional na França só é aceita para menores de 26 anos. na verdade para menores de 26 anos, mesmo sem carteira de estudante, há uma série de vantagens e descontos. Sempre pergunte se há uma redução.

Comunicações: é fácil ligar da França para o exterior,  digite 00 + o código do país + o código da cidade + o número do telefone. Para telefonar de um país estrangeiro para a França, digite ++ 33 e em seguida os 9 números do telefone desejado (sem o 0 que aparece antes de todos os números de telefone da França). Exemplo : ++ 33 1 42 96 70 00

 

Dirigir no país requer carteira de habilitação: carteira de habilitação internacional ou a brasileira com tradução juramentada. 

—————

Voltar



Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!