Paris para os íntimos!


Transporte

07/12/2010 12:27

Andar em Paris é muito fácil.  Diz a lenda que há uma estação de metrô a menos de 500m onde quer que você esteja na cidade. Sinceramente acho que é verdade. Andar de metrô é uma forma rápida, fácil e econômica.  Existem 14 linhas de metrô em Paris. Para saber  que trem pegar você deve saber o nome da estação  onde você está e o nome da estação que quer ir. Olhe no mapa (distribuidos gratuitamente em toda estação de metrô) e planeje seu intinerário. Para pegar o trem na direção certa há placas indicando o nome da última estação daquele trem. Por exemplo, você está no Louvre e quer ir para o Trocadero (acompanhe na figura abaixo): pegue a linha 1 sentido La Défense até a estação Franklin Roosevelt. Lá você troca pelo trem da linha 9 sentido Pont de Sèvres até a estação Trocadero.

Os trens que circulam apenas dentro de Paris são os metrôs propriamente ditos. Existem também os RER que funcionam como metrô dentro da cidade mas circulam fora de Paris também. Deve-se ter atenção nos RER porque nem sempre eles param em todas as estações. Os RER podem ser utilizados para ir para os aeroportos (RER B) e para Versailles (RER C). Existe ainda o Tramway que são trens de superfície que funcionam como metrô,  as linhas são na periferia de Paris. Atualmente existem 3 linhas em funcionamento T1, T2 e T3.

Durante a semana os metrôs funcionam de aproximadamente 5h30 até 1h. Nas noites de sexta e sábado e vésperas de feriado, funcionam até aproximadamente 2h. É sempre bom verificar o horário que o último trem passa na sua estação para não ter problemas.

Uma outra opção muito boa são os ônibus.  Funcionam na mesma lógica do metrô: basta saber o nome da parada para onde você deseja ir e olhar no mapa das linhas de ônibus (distribuidos nas estações de metrô e muito parecidos com o mapa de metrô) qual linha você deve pegar, em que direção e onde fica a parada mais próxima. Os ônibus são incrivelmente pontuais e nas paradas geralmente tem um letreiro avisando dentro de quantos minutos chega o próximo ônibus. A grande vantagem do ônibus é que você vai vendo a paisagem e conhecendo a cidade. Para trajetos longos, como cruzar a cidade, não recomendo o ônibus pois você pode facilmente levar 1h30 a 2h no seu trajeto por causa do trânsito. Um trajeto lindo para se fazer é pegar a linha 63 no Trocadero e ir até o cruzamento do Boulevard Saint Michel com o Boulevard Saint Germain. Vala a pena!

Durante toda a noite e madrugada existe um sistema de ônibus noturnos, os Noctiliens, que podem quebrar um galho nas madrugadas... mas as linhas são bem restritas e os horários também. É bom planejar o trajeto antes verificando os horários para não ficar esperando muito no frio...

  

Tickets e Tarifas:  Os tickets são vendidos de acordo com as zonas geográficas, numeradas de 1 a 5 à medida que vão se afastando de Paris. Todos os pontos turísticos ficam dentro de Paris e portanto dentro da zonas 1, à exceção de Versailles (zona 4). Para La Défense e Chateau de Vincennes o trajeto de metrô é considerado zona1, mas de RER é zona 2 (Vincennes) ou 3 (La Défense). Atenção! O Stade de France fica na zona 2, a eurodisney na zona 5, o aeroporto Charles de Gaulle na zona 5 e o de Orly na zona 4.

Os tickets são vendidos nas estações de metrô e dentro dos ônibus. O ticket "t +" , de 1 trajeto na zona 1, válido para metrô, ônibus, RER, Tramway e funiculaire Montmartre,  custa  1.70 euros e tem validade por 1h30, e neste intervalo você pode trocar de metrô ou RER/ metrô ou RER, ônibus/ônibus, ônibus/Tram, Tram/Tram . Atenção: se comprado no ônibus custa 2.00 euros.

O carnet com 10 tickets custa 13.30euros.

Atenção: quando se compra um ticket de RER para um trajeto único além da zona 1, é necessário comprar exatamente para a estação onde vai descer. Você só será autorizado a desembarcar naquela estação, não pode nem descer numa mais perto, por exemplo. Assim, para ir para Versailles, ou você compra um ticket de 1 dia incluindo a zona 4 (e aí você pode descer em qualquer estação das zonas 1, 2, 3 e 4) ou um ticket de ida Paris-Versailles Rive Gauche, e você só pode descer na estação Versailles Rive-Gauche. O ticket Paris-versailles custa 4.10 o trajeto. Comprando ida e volta (ticket aller-retour) sai um pouco mais barato. Algumas estações têm tarifas mais caras, como a estações que dão acesso à EuroDisney e aos aeroportos.

Existe ainda o ticket Mobilis de 1 dia (trajetos ilimitados durante 1 dia) que custa 6.60 euros para a zonas 1 e 2, ou 15.85 euros para as zonas 1-5.

Outra opção é o cartão Navigo de 1 semana, válido de segunda a domingo (então se você começar a utilizar o cartão numa quinta-feira, por exemplo, ele só será válido até o domingo do mesmo jeito). É necessário uma foto 3x4 e pagar 7.00 euros pelo cartão (que é pessoal e intransferível, e recarregável) mais 19.80 euros para carregar o cartão para trajetos ilimitados por 1 semana nas zonas 1-2, ou  34.40 euros nas zonas 1-5.

Existe ainda o ticket Paris Visite, de 1 a 5 dias, inclui as zonas 1-3 ou 1-5 e algumas vantagens em entradas de museu. O ticket de zonas 1-5 inclui os aeroportos, mas não o RoissyBus.  O Paris Visite de 1 dia, zonas 1-3 custa 10.55 euros e o de 1 dia, zonas 1-5 custa 22.20 euros. Tem que analisar direitinho para ver se vale a pena.

 

 

Todos os mapas das linhas são disponíveis nas estações de metrô, assim como as tabelas de horários.

Para detalhes atualizados sobre as obras e perturbações no tráfico, veja Novidades - Obras no Metrô.

 

Você pode fazer o cálculo do seu itinerário aqui pelo site da RATP. Basta dizer onde você está e para onde quer ir. Ele vai indicar passo a passo onde e quando pegar que meios de transporte para chegar no seu destino.

 

 Baixe aqui um mapa do metrô da RATP com os principais pontos turísticos e um resumo dos principais tickets.

 

Baixe aqui o aplicativo para iPhone da RATP que lhe informa os próximos horários de passagem de todos os modos de transporte e calcula o seu itinerário. Se perder, nunca mais!

 

 

 

Para ir e voltar dos aeroportos

Para o aeroporto Roissy-Charles de Gaulle você pode pegar o RER B (direção Aéroport Charles de Gaulle para ir ao aeroporto e direção Robinson - Antony - St-Rémy-lès-Chevreuses para ir do aeroporto para Paris). O tempo de trajeto Paris-aeroporto é de aproximadamente 50 minutos. O ticket custa 9.50 euros. A estação « Aéroport Charles de Gaulle 1 » serve os terminais 1 e 3. A estação « Aéroport Charles de Gaulle 2 - TGV» serve os terminais 2 ABCDEF e G. O terminal 2G e ligado ao terminal 2C (porta 4 até as 14H00) pela "Navette" (bondinho)  gratuito N2 (tempo médio do trajeto : 15 minutos). Geralmente as companias aéreas brasileiras operam no terminal 2.

ATENÇÃO: A linha do RER B está interrompida entre   Aulnay sous Bois  e  Aeroporto Charles de Gaulle 2 de 23h00 até o fim do serviço, até meados de 2013.
Um ônibus fará o trajeto no lugar do RER até Charles de Gaulle 1, depois pegar a navette "CDG Val".


Outra opção é o Roissybus, um ônibus que sai a cada 15 minutos, em média, da estação Opéra (esquina da rue Scribe com a rue Auber) em direção ao aeroporto Charles de Gaulle.  O ônibus serve os terminais 2A, 2C, 2E-2F, 2D, 2B, 3 et 1. Duração do trajeto: 45 a 60 minutos.  Tarifa: 10.00 euros.

Para o areoporto de Orly, você pode pegar o RER C. De Paris para o aeroporto pegar o trem direção Massy-Palaiseau ou Pont de Rungis. Descer em Pont de Rungis para pegar a navette (ônibus) "Paris par le train" que liga a estação ao aeroporto. A navette para na porta F em Orly Sul, e na porte G em Orly Oeste. Do aeroporto para Paris pegue o mesmo ônibus até Pont de Rungis, e de lá, o RER C direção Pontoise, Versailles ou Saint-Quentin-en-Yvelines. Os trens passam pelas estações a cada 20 minutos aproximadamente. Duração do trajeto: 25 minutos de RER + 10 minutos de ônibus. Tarifa combinada RER + ônibus: 6.60 euros.

Outra opção é o RER B. De Paris para o aeroporto pegar o RER B direção Saint Remy les Chevreuses, descer em Antony. De lá, pegar a navette Orlyval. A navette para na porta K em Orly sul, e na porta A de Orly oeste. Do aeroporto para Paris, pegar a navette até Antony, e de lá o RER B direção Mitry-Claye ou Aeroports Charles de gaulle. Os trens passam pelas estações a cada 5-10 minutos, das 6h às 23h. Duração do trajeto: 25 minutos de RER + 8 minutos de orlyval. Tarifas: bilhete combinado de 11.30 euros.

Outra opção é o Orlybus, um ônibus que liga a estação Denfert-Rochereau ao aeroporto de Orly. O ônibus para na porta H de Orly sul e na porta G de Orly oeste. A duração do trajeto é de 20 a 30 minutos. Um ônibus sai a cada 15 minutos. O ticket custa 7.20 euros.

  

Se você estiver com muita bagagem, é melhor pegar um táxi, que deve custar em torno de 50.00 euros entre os aeroportos e Paris. Se você quiser um serviço personalizado, alguém que fale português lhe esperando no seu portão de desembarque e que lhe leve, num carro confortável, até a porta do seu hotel, sugerimos os serviços de  Marinho(ligando do Brasil 00xx33 699813453 ou da França 0699813453, ou  através do email marinhopimentel@gmail.com ). Além de traslados, Marinho também organiza passeios nos arredores de Paris. 

 

Para Beauvais: antes de comprar uma passagem para Beauvais veja se o preço realmente vale a pena. Beauvais fica a quase 200km de Paris. Você vai gastar cerca 30.00 euros de ônibus para ir e voltar de Beauvais e você deve pegar o ônibus 3h antes do seu vôo! O ponto de partida do ônibus é no estacionamento Pershing em Porte Maillot (linha 1 ou RER C). Chegue 3h15 minutos antes do vôo, o ônibus sairá 3h antes do vôo. O ingresso por trajeto custa 16.00 euros e é vendido no local. Vindo de Beauvais, o ônibus pára em frente ao Palais des Congrés também em Porte Maillot. Ele sai cerca de 15-20 minutos após a chegada dos vôos. O ingresso também custa 16.00 euros e estão à venda na sala de desembarque.

 

Uma outra opção são os Táxis. Os taxistas são muito chatos e dificilmente vão parar para você no meio da rua, especialmente se você estiver cheio de bagagens. O ideal é solicitar o táxi no hotel ou restaurante antes. Especialmente durante a madrugada os táxis são raros e os motoristas ainda mais chatos... O táxi pode se recusar a carregar bagagens a não ser que esteja pegando o cliente em aeroportos ou estações de trem/ônibus e eles podem cobrar uma taxa por cada bagagem (aproximadamente 3euros/bagagem). Os taxistas não podem se recusar a transportar 4 pessoas (embora o façam com frequência), mas podem exigir o pagamento de um suplemento pela 4a pessoa (aproximadamente 3 euros).  Também não podem se recusar a fazer trajetos curtos (embora o façam com frequência), já que existe o preço mínimo da corrida, independente do trajeto, que é em torno de 5.60 euros. O taxisita pode se recusar a levar o cliente numa zona fora de Paris. Para solicitar um táxi 24/24h ou agendar um táxi, ligue 01 47 39 47 39  para o serviço de Taxi G7, eleito melhor serviço de clientes do ano na categoria transporte de pessoas em 2011. O serviço é gratuito exceto nos dias de semana nos horários de pico (7h às 10h e 17h às 21h) quando será cobrada uma taxa de 5.oo euros pelo pedido do táxi. Todos os táxis G7 podem ser pagos com cartão de crédito. No site da G7 é possível agendar o táxi, além de fazer uma estimativa do preço e da duração do trajeto (https://www.taxisg7.com/taxis/commande-taxis?tg7=9928f924e650e6aaee1cd8ef26bc1917). Não recomendamos mais os Taxis Bleus, pois da última vez que agendamos um táxi eles não compareceram e quase perdemos nosso vôo!

 

 

 Você já perdeu um compromisso porque não achou vaga para estacionar? Em Paris isso acontece! Definitivamente alugar um carro em Paris para ficar na cidade não é um bom negócio: o trânsito é ruim, achar uma vaga para estacionar é dificílimo e os estacionamentos são caros. A maioria das vagas de estacionamento nas ruas são apenas para moradores do bairro, é necessário um adesivo especial para poder estacionar, senão é multa ou guincho... Se for viajar nos arredores é outra história... vale muito a pena, não esqueça de pedir com GPS. Nào tenha medo das estradas, são muito bem sinalizadas, as autoestradas são excelentes e as pequenas estradas são sempre charmosas embora você não consiga rodar muito rápido. Evite sair de Paris nas sextas-feiras à tarde e voltar a Paris no domingo à tarde, especialmente se for feriado: o trânsito pode ser desesperador! A carteira de habilitação brasileira é aceita na França se acompanhada de uma tradução juramentada.

 

 

A mais nova opção de transporte são as bicicletas ou Vélibs. Muito legal, tudo a ver com Paris! Existem estações de vélib em toda a cidade. Você deve se cadastrar (em qualquer estação Vélib) e pagar uma caução no cartão de crédito de 150 euros. Depois você paga 1.70 euros para usar o vélib durante 24h ou 8.00 euros por 7 dias. Os primeiros 30 minutos são de graça e a partir daí começam a ser pagos. A primeira meia hora suplementar custa 1 euro, a segunda 2 euros e assim por diante. A dica é trocar a bicicleta a cada 30 minutos! Atenção quando estiver andando de bicicleta, não esqueça que você está numa grande cidade com uma grande circulação de carros e que eles não estão de férias como você.  Acidentes com turistas andando de vélib são comuns.  Exixtem regras de trânsito para bicicletas em Paris e você pode ser multado se infrigí-las. Você deve andar nas ruas, NUNCA nas calçadas, no sentido da circulação dos carros. Deve parar nos sinais vermelhos, não pode parar na faixa de pedestres. Deve andar na faixa da direita e se houver faixa exclusiva de ônibus deve usar a faixa exclusiva. É possível comprar seu "ticket"pela internet aqui.

 

 

 

 

 

Além das bicicletas, Paris oferece agora outras formas de transporte ecologicamente corretas (e bem divertidas!): Cyclopolitain e Mobilboard. Veja mais detalhes no nosso post aqui.

 

 

 

 

 

 

 

—————

Voltar



Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!